07 DEC 18

No Rio, Movimento Cultural intensifica luta democrática em evento com artistas

Liderada por Roberto Viana, organização pedetista criticou ações de Bolsonaro

*Por Ascom

“Nós somos a resistência contra os desmandos do neoliberalismo selvagem e opressor. O povo será defendido desses ataques”, garantiu o presidente nacional do Movimento Cultural Darcy Ribeiro (MCDR), Roberto Viana. A liderança pedetista participou ontem (6), na Fundação Progresso, no Centro do Rio de Janeiro, de uma manifestação de artistas em defesa da democracia e contra o retrocesso social proposto pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro. Entre os participantes, o ator Vladmir Brichta, Débora Lamm e Catarina Abdalla, além de muitos outros coletivos do setor.

“A idéia é ampliar o debate para organizar a sociedade e mostrar, assim, a sua verdadeira força. Bolsonaro declarou guerra não só ao trabalhador, mas também aos membros da Cultura nacional”, indicou Viana.

O debate foi feito com vários outros artistas e intelectuais no palco histórico de luta dos cariocas criado por Darcy Ribeiro, no governo Brizola. “O artista tem papel fundamental nesse protagonismo tão necessário nos dias de hoje. A arte expressa a pureza da luta”, concluiu o pedetista.

O MCDR também fará, em 2019, um ato que contemplará um amplo debate para construção de uma frente para garantir os avanços das políticas públicas culturais nas últimas décadas.

Galeria de fotos

Bruno Ribeiro

Secretário Nacional de Comunicação da FLB-AP.

COMENTÁRIOS