19 APR 17

No Amazonas, movimento de aposentados do PDT amplia combate à reforma da Previdência

Oficializada pela direção nacional do partido, iniciativa estará integrada ao projeto de núcleos de base

*Por Bruno Ribeiro

Brasília, 19/4/2017 – A mobilização do PDT contra a reforma da Previdência ganhou um importante aliado no Amazonas. Na tarde de ontem (18), a presidente nacional Movimento de Aposentados, Pensionistas e Idosos do Amazonas (Mapi-AM), Maria José Latgé, representando a direção nacional do partido, oficializou a criação da representação estadual do segmento. O anúncio ocorreu na sede local da sigla, em Manaus, e contou com a participação de representantes das fundações Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP) e Darcy Ribeiro (Fundar).

Maria José Latgé informou que a coordenação provisória local ficaria com a diretoria do núcleo de base da Praça, que é formado por militantes do segmento e tem como líder o economista José das Neves. “O núcleo já vem desenvolvendo um trabalho no estado e o movimento vem para somar e agregar na luta pelos direitos dos aposentados. Vão caminhar juntos”, comentou.

O antropólogo Ademir Ramos, vice-presidente da FLB-AP no estado, ressaltou que o Mapi local irá atuar em consonância com a pauta do partido, que está mobilizado para impedir a aprovação das reformas trabalhista e previdenciária, bem como exigir o efetivo cumprimento do Estatuto do Idoso. “O movimento vai dar um norte para a nucleação, como já ocorre em outros estados. A tendência é o partido crescer ainda mais. Há muito o que se discutir para propor soluções efetivas para a nossa sociedade”, informou.

Entre os desafios debatidos durante o encontro, José das Neves elencou o fato da sigla se aproximar e filiar membros de, aproximadamente, 100 associações que atuam na defesa dos idosos em todas as localidades. “Nós criamos o primeiro núcleo, oficializamos o movimento e agora, como membro da Federação dos Idosos do Amazonas, vou chamar os associados”, disse.

Diálogo

Após a cerimônia, os pedetistas puderam participar de uma ampla aula de história política e cultural. Em um bate-papo, o presidente da Fundar, Paulo Ribeiro, sintetizou as lutas, conquistas e planos do antropólogo, político e escritor pedetista, Darcy Ribeiro. “Ele foi um entusiasta da Amazônia, das causas indígenas e da educação. Um brilhante homem que sonhava um Brasil mais humano e solidário”, afirmou Paulo, que também é sobrinho do ex-senador.

“Contribuiu imensamente com o país, criando as escolas de tempo integral, modelo único no mundo. Apesar de novo, Darcy conseguiu reunir as mentes mais brilhantes deste país em prol de um desenvolvimento mais humano, mais digno. Infelizmente a classe dominante prevaleceu, mas o legado deixado por ele nos alimenta e orienta, pois é possível pensar num país para todos, de forma igualitária”, concluiu.

*Com informações do PDT-AM.

Galeria de fotos

Bruno Ribeiro

Secretário de Comunicação da FLB-AP.

COMENTÁRIOS